Os donos da razão (ou a saga de um preconceito velado)

Programa do Jô

Jô Soares lê texto falso em seu programa

Jô Soares lê texto falso em seu programa

Assim como é uma ferramenta fantástica para disseminar informação e conhecimento, a internet também serve de veículo para pessoas mal intencionadas de todo o tipo, que acabam ajudadas em parte pela inocência de muitos, mas também pela falta de atenção, de responsabilidade, de informação, pesquisa e até por interesses obscuros.

Desta forma, já vimos tantos textos falsos atribuidos a personalidades famosas circulando por anos a fio. Mesmo após desmentidos, continuam sendo repassados. Mas o pior é quando estes textos chegam a grande mídia e acabam sendo referendados por nomes de peso (sic!) como Jô Soares!

Sim, senhoras e senhores, nosso decano entrevistador global ontem leu um texto notoriamente FAKE, para apoiar a sua campanha de que a palavra “presidenta” não existe. Em sua sanha para corrigir o que ele considera um grande absurdo, o famoso escritor, postulante à Academia Brasielira de Letras, vive repetindo a mesma ladainha e chegou ao ponto de ler o tal texto falso na abertura do programa, sendo aplaudido por suas convidadas de bancada “as meninas do Jô”, importantes jornalistas e economistas, que riram e debocharam da “presidenta ignoranta”. Nem preciso dizer que a plateia foi ao delírio… (Veja aqui)

Mas enfim, vamos aos fatos!

O texto falso, amplamente divulgado em blogs, redes sociais, emails e até por um blog do site O Globo, que já se retratou, pode ser lido aqui:
http://maranhaomaravilha.blogspot.com.br/2013/07/presidente-ou-presidenta.html

Agora, a resposta da suposta autora, que desmente tudo:
“Nunca escrevi absolutamente nada sobre a existência ou não da palavra “presidenta”. Meu nome está sendo usado indevidamente como autora de um texto que circula na internet e na imprensa.
Sou professora da Universidade Federal do Paraná – UFPR, Departamento de Hidráulica e Saneamento, graduada em “Engenharia Civil “ e com pós-graduação em cursos de “Engenharia“ (Mestrado e Doutorado) e professora de cursos de “Engenharia” na UFPR (ver meu Curriculum Lattes – http://www.cnpq.br/ – plataforma lattes)
Eu jamais escreveria um texto que não fosse da minha área de atuação.
Miriam Rita Moro Mine
http://lutadaverdade.blogspot.com.br/2011/09/miriam-rita-moro-mine-resposta-dela.html

Já sobre o mérito da questão, afinal de contas, é certo ou errado dizer “presidenta”? Com a palavra, os especialistas!

Professor Pasquale Cipro Neto

“Em alguns (raros) casos, o uso fixa como alternativas as formas exclusivamente femininas, em que o “e” final dá lugar a um “a”. Um desses casos é o de “parenta”, forma exclusivamente feminina e não obrigatória (pode-se dizer “minha parente” ou “minha parenta”, por exemplo). Outro desses casos é justamente o de “presidenta”: pode-se dizer “a presidente” ou “a presidenta”.
Texto completo:
http://palavrastodaspalavras.wordpress.com/2011/01/25/a-presidente-ou-a-presidenta-por-prof-pasquale-cipro-neto-sao-paulo/

Professor Sérgio Nogueira

“Há palavras que aceitam as duas possibilidades: o chefe e A CHEFE ou o chefe e A CHEFA; o parente e A PARENTE ou o parente e A PARENTA; o presidente e A PRESIDENTE ou o presidente e A PRESIDENTA…”
Texto completo:
http://g1.globo.com/platb/portugues/2010/11/01/a-presidente-ou-presidenta/

Revista Língua Portuguesa

“Linguistas de instituições como USP ponderam. Marcelo Módolo informa que, embora pareça recente, “presidenta” é termo antigo. Ao menos desde o dicionário de Cândido de Figueiredo (1899):
“Presidenta, f. (neol.) mulher que preside; mulher de um presidente. (Fem. de presidente.)”
Texto completo:
http://revistalingua.uol.com.br/textos/62/artigo248988-1.asp

Enfim, eu que sou leigo, mas sei usar o Google, achei todas essas informações em poucos minutos e um pouco de vontade. Acho muito estranho, e lamentável, que ninguém na Rede Globo, ou da produção do programa, tenha se dado ao trabalho de procurar a verdade dos fatos. Cabe agora ao Sr. Jô Soares ter a diginidade de se retratar e chamar um especialista de fato para esclarecer a questão.

Rodrigo Branco
Radialista, DJ e curioso.

Anúncios