Ouçam a voz do povo, valorizem nossos verdadeiros ídolos

Passeata Raul Praça da Sé

E aconteceu outra vez.  Eu estava lá, de novo. Como comentei no post anterior, a Passeata do Raul é uma manifestação cultural, um fenômeno, eu diria, afinal é um evento sem organização, espontâneo, que ocorre todos os anos no mesmo local e horário, no coração da maior cidade do país.

Eu acredito que já passou da hora de a prefeitura de São Paulo acolher a passeata e colocá-la na agenda. Afinal, são 23 anos ininterruptos. Que outra manifestação espontânea acontece dessa maneira no país? Sem organização, sem liderança, apenas no boca-a-boca, na boa vontade, e de uns anos pra cá com a força das redes sociais.

Praça da Sé

E não estamos falando de uma manifestação qualquer. Trata-se de uma legítima homenagem a um dos mais importantes brasileiros de todos os tempos, um artista que extrapolou e muito o mundo do Rock, da música, é uma personalidade da cultura brasileira.

Porém, a prefeitura não apoia, pelo contrário, proibiram, uns anos atrás, a utilização de carros de som, que tornavam a passeata ainda mais animada. Talvez tenham achado que isso iria enfraquecê-la e talvez acabasse. Grande engano, ela continua e a tendência é crescer.

Catedral da Sé

Assim, acho que a prefeitura deve enxergar o que está acontecendo em frente ao seu nariz, afinal a passeata começa quase na porta do prédio, passa em frente a ele e segue para um dos marcos da cidade, a Praça da Sé. Claro, eles sabem, tanto que CET e PM acompanham a passeata todos os anos, o que é importante. Agora, porque não montar um palco para abrilhantar o evento? Porque não colocar banheiros para as pessoas usarem?

Imagine o que acontece quando alguns milhares de pessoas se reúnem em um local e ficam horas consumindo cerveja… a lateral da Catedral da Sé virou um grande banheiro a céu aberto, rios de urina desciam pela calçada. Cadê a prefeitura que não vê isso? São 23 anos, no mesmo dia, mesma hora, mesmo local. Já deu tempo, né? Fica a dica.

Rodrigo Branco Passeata Raul

Em tempo, o prefeito Haddad, que já se mostrou mais aberto ao diálogo com a população, marcaria um golaço se no ano que vem a Passeata do Raul entrasse para o calendário de festividades da cidade.

Rodrigo Branco
https://www.facebook.com/rodrigo.branco.3

Anúncios