Ouro de tolo (ou, O Império Contra Ataca)

1393698_495724887192169_1329875805_n

Agora há pouco no restaurante, o maitre resolve dar show do pensamento médio reacionário típico paulista, no meio do salão. Nas TVs, a imagem do José Genuíno sendo preso.

E o cidadão começa o discurso: “E ele ainda ri. É uma vergonha! Tem que deixar sem comida na cadeia, passando fome. Esses ai, tem que apodrecer na cadeia, colocar eles junto com os chefes do PCC. E ainda tem gente que vota nesse PT, é o mesmo que votar no PCC”.

A essa altura eu já estava com vergonha mesmo, dele…

Mas, como todo bom falastrão, representante da moral e bons costumes, ele continua desfilando absurdos, sobre a corja do PT, Genuíno, Zé Dirceu, e Lula, que é um mafioso!

Nisto, duas distintas senhoras que estão na mesa ao lado, concordando. Uma delas, diz: “Eu era fã deles antes disso. Sempre fui Malufista, a vida inteira, mas gostava do Genuíno e do Zé Dirceu, achava que eram senhores de respeito”. O maitre concordou com elas: “É, pareciam cidadãos de bem, honestos”. (Obs. Mais de uma vez já acrescentaram coisas a mais em minha conta neste restaurante, mas isto não é corrupção, né? Fazer isso é coisa de cidadãos de bem.)

A estas alturas eu já tava tendo uma congestão. Mas eles não estavam satisfeitos…

O maitre diz: “Este país está todo errado, é como esses jovens, esses músicos roqueiros, como aqueles que se mataram. O tal de Chorão e o outro. Usavam drogas, eram um péssimo exemplo para os jovens. Ai se matam e as pessoas ficam com pena. Que tipo de exemplo eles podem ser?”. E as senhoras concordando…

Diante disso, e de tantas manifestações que vi nas redes sociais, o que esperar do desfecho de todo esse espetáculo midiático envolvendo o mensalão? Prenderam os “maiores bandidos do país” no dia da Proclamação da República, um feriado. Que exemplo de nação, que exemplo de justiça!

1456064_10202449866872029_676302801_n

O que a maioria ignora, inclusive toda a grande mídia na maior parte do tempo, é que essa mesma justiça não age com o mesmo rigor contra tantos outros suspeitos e acusados de corrupção, alguns bastante notórios.  Sarney continua senador, Collor também, Renan Calheiros é o presidente do Senado, Maluf, deputado federal. Alguém ai já ouviu falar de acusações contra estes senhores? Alguém duvida que tais acusações tenham fundamento? Alguém já se questionou porque não foram condenados da mesma forma, não apenas pela justiça, mas pela opinião pública?

E quantos ouviram falar em investigação sobre as denúncias de compra de votos para tornar possível a reeleição de FHC? Eles mudaram a constituição para permitir que o cacique do PSDB fosse reeleito. Não foi isso um tipo de mensalão? Olha o que a Folha diz:

Livro contra FHC revela fonte que provou compra de votos pela emenda da reeleição
“O livro “O Príncipe da Privataria”, um libelo contra o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso que está sendo lançado pelo jornalista Palmério Dória, traz uma revelação histórica sobre a compra de votos no Congresso a favor da emenda constitucional da reeleição, esquema revelado pela Folha em 1997.”

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2013/08/1334864-livro-contra-fhc-revela-fonte-que-provou-compra-de-votos-pela-emenda-da-reeleicao.shtml

Aliás, trata-se do mesmo partido que comanda Minas Gerais, onde surgiu o esquema que culminaria em Brasília e ficaria conhecido como mensalão do PT. Foi na campanha à reeleição de Eduardo Azeredo, o antecessor de Aécio Neves, que será candidato a presidente, contra Dilma, e a quem mais interessa ver a imagem do PT destruída. Alguém ouviu falar em investigação do mensalão mineiro?

Veja o que O Globo diz:

Mensalão mineiro se arrasta, e réus podem ser beneficiados com prescrições
“SÃO PAULO E BELO HORIZONTE — Enquanto o julgamento do mensalão petista no Supremo Tribunal Federal (STF) tende a se estender até 2014, o mensalão tucano em Minas — processo que investiga desvio de recursos públicos para a campanha à reeleição de Eduardo Azeredo (PSDB-MG) ao governo de Minas, em 1998 — sequer tem previsão de julgamento.”

http://oglobo.globo.com/pais/mensalao-mineiro-se-arrasta-reus-podem-ser-beneficiados-com-prescricoes-10378880

O mesmo acontece em SP, onde o PSDB governa há mais de 20 anos e os escândalos e denúncias seguem sem dar em nada, porque são abafados na Câmara dos Deputados, nos tribunais de justiça, no Ministério Público.

Quinze pedidos de investigação de corrupção no Metrô aguardam resposta do MP

Desde 2008, MPE-SP e procuradores federais recebem representações sobre denúncias

São Paulo – O Ministério Público do Estado de São Paulo (MPE-SP) e o Ministério Público Federal (MPF) receberam, desde 2008, 15 representações com denúncias sobre suspeitas ou indícios de superfaturamento em obras e fornecimento de material para a Companhia do Metrô e a CPTM, além de pagamento de propinas a agentes públicos do governo do estado de São Paulo. Robson Marinho, conselheiro do Tribunal de Contas de São Paulo, figura nas denúncias como suspeito de ajudar a Alstom a conseguir contrato de R$ 110 milhões em 1998, quando já era conselheiro do órgão. Marinho, ex-secretário da Casa Civil no governo Mário Covas, é conselheiro do TCE até hoje.

As denúncias ganharam repercussão internacional quando o jornal norte-americano The Wall Street Journal publicou reportagem, em 6 de maio de 2008, segundo a qual autoridades da Suíça e da França investigavam a empresa Alstom, de Paris, sobre pagamento de propina a autoridades para ganhar contratos em países da Ásia e da América Latina, entre os quais o Brasil.

http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2013/08/pedidos-de-investigacao-sobre-corrupcao-no-metro-aguardam-resposta-do-ministerio-publico-7617.html

Agora, você nunca se perguntou porque tanta diferença? Ou você acha que é pouco o dinheiro desviado por aqui? Em recente escândalo que já ficou conhecido como trensalão, envolvendo desvio de recursos em licitações do Metrô e CPTM, o mesmo citado acima, que se arrasta desde 2008, os valores estão na casa dos 600 Bilhões de reais, é muito mais dinheiro do que o envolvido no mensalão do PT. Um erro não encobre o outro, não estou justificando nada. Só me pergunto porque não existe o mesmo rigor na apuração dos fatos e caça aos culpados.

Vejamos o que diz o jornalista Hélio Gáspari:

“Elio Gaspari arriscou-se a dar uma sopradinha mais forte no trombone. Em sua coluna dominical, publicada nos dois jornais [tucanos] de maior circulação no país (Folha e Globo), encontrei a seguinte nota, de potencial altamente explosivo:

“ALSTOM

Ou o tucanato paulista tem uma estratégia capaz de causar inveja ao comissariado petista que pretende livrar seus caciques das penitenciárias pelo mensalão, ou está numa tática suicida, jogando o escândalo do propinoduto denunciado pela Siemens para dentro da campanha eleitoral do ano que vem.

Pelas provas, depoimentos e cifras, esse caso ultrapassa, de longe, o mensalão. Ali não há “domínio do fato” [ilações, depreensões, palpites], o que há são fatos dominantes.”

http://democraciapolitica.blogspot.com.br/2013/10/elio-gaspari-trensalao-do-psdb.html

Vale lembrar que recentemente circulou uma notícia de que este caso não estava sendo investigado porque um procurador da República, teria colocado os processos em uma pasta errada. Parece piada, né? Seria cômico, mas é trágico. Agora você entendeu porque tamanha pressão para barrar a PEC 37?

Novamente com informações da Folha:

Sem apoio do Brasil, Suíça arquiva parte do caso Alstom
Cansados de esperar pela cooperação de seus colegas brasileiros, procuradores da Suíça que investigam negócios feitos pela multinacional francesa Alstom com o governo do Estado de São Paulo arquivaram as investigações sobre três acusados de distribuir propina a funcionários públicos e políticos do PSDB.

Em fevereiro de 2011, a Suíça pediu que o Ministério Público Federal brasileiro interrogasse quatro suspeitos do caso, analisasse sua movimentação financeira no país e fizesse buscas na casa de João Roberto Zaniboni, um ex-diretor da estatal CPTM.

Como nenhum pedido foi atendido, nesta semana autoridades brasileiras foram informadas de que o Ministério Público da Suíça desistiu de contar com a colaboração do Brasil e decidiu arquivar parte das suas investigações.

Segundo o procurador da República Rodrigo de Grandis, responsável pelas investigações sobre os negócios da Alstom no Brasil, houve uma “falha administrativa”: o pedido da Suíça foi arquivado numa pasta errada e isso só foi descoberto anteontem.

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2013/10/1362510-suica-arquiva-investigacao-de-tres-suspeitos-no-caso-alstom.shtml

Ou seja, para alguns, rigor da Lei! Para outros, leniência e descaso. Será coincidência que o rigor vem apenas contra o PT? Será coincidência que só aqueles que estiveram a vida toda envolvidos com a causa popular sejam tão rigorosamente investigados em suas falhas, enquanto os representantes da elites continuam impunes? Será coindecência que o impoluto paladino da justiça, presidente do STF, Joaquim Barbosa, tenha tantas ligações com Aécio Neves, a ponto de ser cogitado como seu vice na eleição para presidente? O mesmo Aécio do partido do mensalão mineiro, do trensalão paulista e que quer ver o PT destruído?

Informação de O Estado de São Paulo

Joaquim Barbosa recebe medalha de Aécio Neves e cala sobre mensalão

(…)
“O ministro deixou o local sem falar com a imprensa. Questionado pelo Grupo Estado sobre quando o STF pretende começar a julgar o mensalão mineiro – caso que envolve políticos do PSDB -, ele apenas sorriu e respondeu: ‘Está vendo porque eu não falo com vocês?’”.

http://oestadodoparana.pron.com.br/politica/noticias/78272/?noticia=joaquim-barbosa-recebe-medalha-de-aecio-neves-e-cala-sobre-mensalao

Opreto4390

Pra mim é no mínimo suspeito, porque além de tudo, muitos juristas discordam frontalmente da abordagem de Barbosa sobre o julgamento do mensalão, e até sobre as condenações e prisões que estão ocorrendo. E quem diz isso não são apenas PTistas, como opositores podem alegar, mas inclusive figuras notoriamente de direita, como Ives Gandra Martins:

Dirceu foi condenado sem provas, diz Ives Gandra

O ex-ministro José Dirceu foi condenado sem provas. A teoria do domínio do fato foi adotada de forma inédita pelo STF (Supremo Tribunal Federal) para condená-lo.

Sua adoção traz uma insegurança jurídica “monumental”: a partir de agora, mesmo um inocente pode ser condenado com base apenas em presunções e indícios.

Quem diz isso não é um petista fiel ao principal réu do mensalão. E sim o jurista Ives Gandra Martins, 78, que se situa no polo oposto do espectro político e divergiu “sempre e muito” de Dirceu.

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2013/09/1345627-dirceu-foi-condenado-sem-provas-diz-ives-gandra.shtml

Já o premiado cientista político Wanderley Guilherme dos Santos, defende uma revisão do julgamento, o qual ele considera de exceção. Em texto que foi republicado no blog do jornalista Paulo Henrique Amorim, ele defende que houve condenação sem provas:

Mensalão: uma exceção para a História

“Não enxergo qualquer efeito pedagógico nesse julgamento e não desejo em hipótese alguma que se repita em outros processos futuros.”

Todos os ilícitos comprovados, e vários o foram, se esclarecem e adquirem sentido terreno quando se aceita o crime confesso de criação e utilização de caixa dois.

Esta outra acusação foi desvirtuada pela mídia e pelos ressentidos de derrotas eleitorais, apresentando-a como tentativa de inocentar militantes políticos.

Notoriamente, buscou-se punir de qualquer modo os principais nomes do Partido dos Trabalhadores. A seguir, sucederam-se os contorcionismos para a montagem de um roteiro em que se busca provar o inexistente.

Não há nada a copiar neste julgamento de exceção – a Ação Penal 470.

http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2013/11/15/mensalao-uma-excecao-para-a-historia/

O mesmo Paulo Henrique Amorim, dá nomes aos bois em outro textos em seu blog, Conversa Afiada:

(…)”Dirceu e Genoino já garantiram o seu: como presos políticos numa pseudo-Democracia. São vítimas de uma exceção, como disse o professor Wanderley Guilherme dos Santos. Lamentavelmente, o jornal nacional não poderá salvar a audiência com o Maior Espetáculo da Terra. Isso deveria acontecer num dia de semana, quando faltassem horas para a eleição. Até lá, o Supremo fornecerá mais scripts apropriados.  Já que sempre foi neste julgamento uma expressão do PiG (**) . Cerra, o Imaculado Banqueiro, o Príncipe da Privataria e seus derivados comemoram a República com a hipocrisia dos republicanos paulistas.”

http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2013/11/15/barbosa-se-vinga-de-lula-e-manda-prender-no-feriado/

Outros membros do judiciário, como o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Paraná, Juliano Breda, confirmam a maneira como Barbosa está passando por cima do judiciário, movido por interesses. Mas Breda, lembra que a mesma mídia que hoje o está blindando, vai se voltar contra ele, livrando a própria cara, tão logo não seja mais necessário:

“Terminado o julgamento do mensalão, Barbosa será destruído pela imprensa”

“O ministro Joaquim Barbosa é uma pessoa com qual nenhum diálogo inteligente pode ser travado”, afirmou Breda para o auditório lotado de lideranças políticas e empresariais.

O presidente da OAB-PR foi ovacionado pelos presentes quando assegurou que o presidente do STF não entende nada de Direito.

“Nós todos sabíamos que o ministro Joaquim Barbosa não sabia nada de Direito. Hoje nós descobrimos que ele não sabe nada de organização judiciária no país”, discursou.

Juliano Breda afirmou ainda que a grande mídia no país vem poupando Joaquim Barbosa, pois terminado o julgamento do mensalão será absolutamente destruído pela imprensa brasileira, e com muita razão.

http://www.viomundo.com.br/politica/presidente-da-oabparana-o-ministro-joaquim-barbosa-e-uma-pessoa-com-qual-nenhum-dialogo-inteligente-pode-ser-travado.html

app.todarede.com

Enfim, concluindo, o que estamos vendo é uma caça às bruxas, com intenções eleitoreiras. Os eternos detentores do poder em nosso país, que controlam a grande mídia e a manipulam as massas, jamais se conformaram com a ascensão das classes populares e seus representantes ao poder. Prometeram e estão tentando a todo o custo destruir o PT, como prometeu Roberto Jefferson, ao dar início ao escândalo do mensalão. A verdade é que houve corrupção no governo federal, como já havia antes, e continua havendo nos governos estaduais que são comandados por outros partidos, mas estão culpando e caçando apenas quem interessa. Enquanto isso, outros, que tem tanta culpa quanto, ou mais, seguem tranquilos, aproveitando a nuvem de poeira e a gritaria causada pela turba ensandecida, cega e manipulada. Triste realidade.

Rodrigo Branco

*Atualização em 19/11 – 22:55

Leitura complementar

A Ameaça Fantasma (ou, em terra de cego…)
https://hoplitaurbano.wordpress.com/2013/11/19/a-ameaca-fantasma-ou-em-terra-de-cego/

Anúncios