A difícil arte da compreensão

NOT-jose-sarney-diz-que-e-filho-de-pobre-ao-buscar-curativo-no-servico-medico-do-senado1348694643Sempre fui da opinião de que sou responsável por aquilo que digo e não por aquilo que entendem. Embora, evidentemente, tento ser o mais didático e claro em minhas explanações, pois a ideia é me fazer entender. Porém, nem sempre é isto que acontece.

Quando o assunto é política, as emoções falam mais alto que a razão, muitas vezes. As pessoas já tem seu lado definido e o defendem tal como se torcessem para um time de futebol. Assim, muitos sequer leem os textos, ou a totalidade deles, tiram conclusões apenas pelo tema, sem refletir sobre o que de fato o autor quis dizer no contexto amplo da ideia.

Foi assim com meu texto sobre os desdobramentos do julgamento do mensalão, com a prisão dos condenados e a repercussão que se seguiu. Pessoas me acusaram de ser comunista (!!!), socialista, petista, defensor do PT, fã do Fidel Castro, do Chávez, do Che, defensor de ladrão, de terrorista e outros absurdos mais.

O que estas pessoas não entenderam, porque não puderam, ou não quiseram, é que meu texto trata de manipulação de informação e da justiça. Quando citei os dois pesos e duas medidas com os quais a imprensa trata dos casos de corrupção apresentados, como manipula a opinião pública mostrando apenas o que interessa e como influenciou no resultado do julgamento. O mesmo vale para a maneira como o ministro Joaquim Barbosa conduziu o caso, tema de críticas duras por parte de juristas de todas as classes.

Tal fato é tão verdade, que até no Jornal Nacional, da Globo, já admitem essa realidade:

(…) Não parece ser por virtude, mas por esperteza, que William Bonner passou um minuto no Jornal Nacional de  quarta-feira (20) lendo a notícia: “Divulgada nota de repúdio contra decisão de Joaquim Barbosa”.

O manifesto é assinado por juristas, advogados, lideranças políticas e sociais repudiando ilegalidades nas prisões dos réus do mensalão efetuadas durante o feriado da Proclamação da República, com o ministro Joaquim Barbosa emitindo carta de sentença só 48 horas depois das ordens de prisão.

O locutor completou: “O manifesto ainda levanta dúvidas sobre o preparo ou boa-fé do ministro Joaquim Barbosa, e diz que o Supremo precisa reagir para não se tornar refém de seu presidente”.

http://www.redebrasilatual.com.br/blogs/helena/2013/11/globo-da-sinais-de-que-se-farsa-ruir-barbosa-e-que-vai-pagar-a-conta-4280.html

Também me chamaram de conspiracionista e de ingênuo, pois eu apontei toda uma orquestração por trás de tudo isso. Em todas as análises que li, vi e ouvi, em diversas mídias, as conclusões simplistas eram sempre de que “pela primeira vez um político de alto escalão está preso por corrupção”. Mas isso sim, pra mim, é ingenuidade. Afinal, quem são estes políticos de alto escalão? Um nordestino, nascido nos confins do Ceará, de família pobre, que esteve a vida inteira envolvido em lutas de classes, que combateu a ditadura militar? Um dos líderes de um esquema milionário de corrupção que vive nesta casa…

1385077798gen_leo_martins370x211

Ou o líder estudantil, que esteve na clandestinidade, participou a luta armada e sempre foi inimigo declarado da direita e das elites do país.

Veja bem, não to defendendo ninguém, se cometeram crimes, que paguem por eles, desde que se provem os crimes, dentro da legalidade. Agora, que se faça a mesma justiça para todos. Mas me causa estranheza que os “primeiros políticos de alto escalão presos”, sejam justamente estes, enquanto os representantes das elites que cometeram crimes iguais ou piores continuam livres e apontando o dedo. Pra mim, ingenuidade é não perceber o óbvio, a verdadeira conspiração por trás disso tudo.

Não sou só eu quem enxerga assim, esta análise diz muita coisa.

Sarney, dono do Maranhão, tá lá no Senado, impune. Collor foi derrubado e voltou, dono de Alagoas. Jader Barbalho, Renan Calheiros, Severino Cavalcante. ACM, dono da Bahia, morreu livre e Paulo Maluf, procurado pela Interpol, além do Congresso Nacional, está na TV diariamente, rindo da nossa cara.

Mas se estes nomes não são suficientes, dá uma olhada no link abaixo, tem dezenas, com os crimes das quais são acusados, de todos os partidos, incluindo o PT. Depois ao final, me diga quantos estão presos e de que partido são…
http://naovote.com.br/

Daqui por diante, feito o trabalho sujo, Joaquim Barbosa não servirá mais, já está sendo desqualificado pelos mesmos veículos que ajudaram a criar a sua aura de paladino da justiça. Após isto, ninguém mais poderá ser condenado da mesma maneira, pois vão reconhecer os “excessos cometidos”. E assim, todos aqueles que sempre estiveram impunes, continuarão impunes. Prenderam os ladrões de galinhas, pagaram o pato, foram pegos para cristo. Só quem perde com isto é o Brasil.

Mais uma análise para refletir.

Rodrigo Branco

Anúncios