Arquivo – Tem whiskey na jarra

1642

*Texto publicado originalmente em meu blog no antigo site da Kiss FM, em 22/01/2009

Como havia dito no texto anterior, “Hush, cover de quem?”, a prática de gravar covers é comum no Rock, existem milhares de exemplos. Recebi e ouvi muitos comentários a respeito, sobre aquela do Led Zeppelin, do Van Halen, dos Beatles, do Iron Maiden… Pois é, tem muitos exemplos conhecidos, difícil é achar banda que nunca gravou cover. E quanto mais básico é o estilo de Rock da banda, mais comum é esta prática, afinal no início do Rock’n’Roll não existia este conceito de cover, os artistas simplesmente tocavam os sucessos da época e as vezes gravavam suas próprias versões. Mesmo porque todos começavam como intérpretes, para com o tempo conquistarem espaço como compositores. Então, as bandas que procuram manter o Rock tradicional, como era o caso dos Ramones, costumam gravar muitos clássicos naturalmente.

Como não dá para ficar citando caso por caso, escolhi para começar uma que eu tinha noção de que muita gente desconhecia a origem. Outra que é bem comum, mas gera dúvidas, é o clássico Whiskey In The Jar.

Como no caso de Hush, esta também possui mais de uma versão famosa, tendo sido feito cover do cover, afinal a versão do Metallica foi inspirada na versão do Thin Lizzy, que muitos pensam ser a original.

Thin-Lizzy-Whiskey-In-The-Ja-266688

Porém Whiskey In The Jar é um daqueles casos difíceis de se estabelecer origem, uma vez que a música não tem autor conhecido, trata-se de uma canção folclórica, passada de geração em geração pela tradição oral. De acordo com o pesquisador das raízes folk da música norte-amerciana, Alan Lomax, as origens de Whiskey são muito antigas, remontam à Irlanda no século XVII.

A letra, que teria sido inspirada em outras similares da época, é narrada em primeira pessoa por um highwayman, típico personagem real da época, também conhecido como Senhor ou Cavaleiro das Estradas, uma espécie de fora-da-lei que assaltava a cavalo os lords ingleses nas estradas da Irlanda e da Escócia, e por esta razão era considerado uma espécie de herói do povo que sofria oprimido pelo império britânico. O highwayman em questão rouba um oficial inglês, na tentativa de agradar sua mulher com o dinheiro, mas depois se vê obrigado a matá-lo quando este vai atrás dele. O “criminoso” acaba preso e, na prisão, lamenta ter se encrencado tentando agradar uma mulher que na verdade o traia. A origem mais provável de Whiskey é uma balada chamada Patrick Flemming, que versava a respeito de um highwayman executado em 1650.

É verdade que a primeira versão Rock’n’Roll a se popularizar foi a do Thin Lizzy, em 73, mas antes deles o excelente grupo folk irlandês, The Dubliners, foi o responsável pela primeira versão a ganhar repercussão em disco, em 67, o que sem dúvida inspirou Phil Lynott e companhia.

Rock’n’Roll também é História! Com H maiúsculo!

Rodrigo Branco

Anúncios